5/4/2020

Informação da AML

Arriva/TST retomou onze carreiras de serviço público

A Arriva/TST voltou hoje a colocar em circulação onze carreiras: as linhas 333 (Lisboa – Vale da Amoreira), 431 (Lisboa – Montijo), 432 (Atalaia – Lisboa), 435 (Lisboa – Samouco), 453 (Lisboa – São Francisco), 562 (Lisboa – Setúbal), 563 (Lisboa – Setúbal) e 565 (Lisboa – Palmela) e ainda as carreiras 302 (Baixa da Banheira – Fogueteiro), 326 (Palmela – Moita) e 416 (Canha – Montijo). A informação foi avançada pela Área Metropolitana de Lisboa (AML), que referiu que “esta medida insere-se na gradual reposição da oferta de transportes públicos na Área Metropolitana de Lisboa, que será continuamente ajustada durante os próximos dias, em função do levantamento gradual das contingências inerentes à pandemia provocada pelo novo Coronavírus Covid-19”. Recorde-se que a Arriva/TST recorreu ao lay-off, colocando 68%, dos cerca de 1.500 trabalhadores, neste regime desde 9 de abril, “como medida de manutenção dos empregos”. No entanto, para minimizar os efeitos negativos juntos dos clientes, a empresa continuou a assegurar até 25% do serviço público.

Entrada nos autocarros volta a ser pela porta da frente


A AML anuncia ainda que a partir de hoje, entrada nos transportes rodoviários faz-se pela porta da frente e a validação de título volta a ser obrigatória.
“Uma vez que não será possível adquirir título de transporte nos autocarros, os utentes deverão efetuar a sua aquisição, antecipadamente, nas bilheteiras, agentes, ou rede de caixas multibanco. Os operadores na região metropolitana de Lisboa, como é sabido, estão equipados com sistemas de bilhética sem contacto, que permitem a validação dos títulos sem necessidade de toque físico”, refere a AML em comunicado.

Por: Pedro Pereira
Fonte: