4/1/2020

Receitas caíram 90%

Transdev avança com lay-off para 2.000 trabalhadores

“A partir de 1 de abril, a Transdev entrará no sistema de lay-off simplificado nas condições previstas pelo Governo para este período excecional. Cientes de que esta decisão não é a mais favorável à manutenção e recuperação da economia do país, reforçamos que temos desenvolvido todos os esforços junto do Governo e das autoridades de transportes no sentido de encontrar medidas alternativas”, refere a operadora em comunicado.

No total, serão abrangidos cerca de 2.000 trabalhadores, após a Transdev ter observado um quebra das receitas na ordem dos 90%. Apesar desta decisão, a empresa garante que vai continuar a assegurar “os serviços mínimos de mobilidade” em todas as regiões.

Na mesma nota, a Transdev apela ainda ao Governo o pagamento “imediato” de nove milhões de euros, montante “que o Estado tem em dívida para com a empresa, para assegurar a tesouraria e permitir o pagamento de salários”. Esta seria uma alternativa que possibilitaria “um olhar mais positivo para o futuro”, reitera.

Além do anúncio do lay-off para os trabalhadores, a operadora propõe ainda “a suspensão imediata de todos os processos de contratualização que estejam em curso, assim como o não lançamento de quaisquer procedimentos à contratualização de serviço público”.

Por: Pedro Venâncio
Fonte: