12/11/2019

700 táxis

Cooptáxis incorpora áudio-táxi para auxiliar cegos e amblíopes

Cerca de 700 táxis da Cooptáxis passaram a contar com uma ferramenta tecnológica de auxílio à mobilidade de cegos e amblíopes, que através de áudio-táxi, faz o acompanhamento da viagem aos passageiros invisuais. A apresentação do áudio-táxi decorreu recentemente na sede da Associação dos Deficientes das Forças Armadas (ADFA) e contou com a presença do seu presidente e do homónimo da Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal – ACAPO.

Carlos Silva, vice-presidente da Cooptáxis, explicou à Lusa que a empresa vai passar a dispor de uma nova funcionalidade “que vai fazer a opção do taxímetro”. Assim, quando o cliente entrar no táxi, será saudado, ser-lhe-á identificado o número do táxi, a tarifa a aplicar e o valor a pagar. Na altura de saída, o cliente será novamente saudado “com cortesia”.

O serviço da Cooptáxis vai ser implementado na zona da grande Lisboa (Almada, Loures, Odivelas, Lisboa e Seixal), onde se encontra a maioria da frota. Numa segunda fase, serão abrangidas as cidades de Guimarães, Portimão, Faro, Tavira, Olhão, Vila Real Santo António e Loulé.

“Já transportamos cegos há muitos anos. [Estes] acabam por fidelizar-se às centrais, o operador já os conhece, há uma relação de confiança”, explica o vice-presidente da Cooptáxis. “Há uma questão de confiança que já existe, [mas] era importante a questão formal do serviço. Nós também não gostamos que sejam os outros a dar a informação de quanto temos de pagar. Aqui é o taxímetro a falar e a dizer o valor”, adiantou Carlos Silva.

O próximo desafio, adiantou o responsável, é desenvolver o áudio-táxi em língua inglesa e francesa e com georreferenciação.

Por: Pedro Venâncio
Fonte: