9/11/2019

3 novos postos

Metro de Lisboa reforça postos Lisboa VIVA Urgentes

O Metropolitano de Lisboa abriu três novos postos temporários de atendimento para a aquisição dos cartões Lisboa VIVA Urgentes. Os três postos irão ficar abertos até ao final de outubro e têm como objetivo “responder à elevada procura que se verifica por ocasião da reabertura do ano escolar e tendo em vista garantir ao cliente um serviço de qualidade no âmbito do novo tarifário”, adianta o ML. Situados nas estações Entre Campos (linha amarela), São Sebastião II (linha vermelha) e Marquês de Pombal (linhas amarela e azul), estes postos manterão o mesmo horário de funcionamento que os anteriormente existentes, isto é, dias úteis das 07h45 às 19h45, não havendo limite ao número de pedidos no período da manhã. Os pedidos efetuados a partir das 14h00 estarão, para já, limitados no período da tarde, a 200 cartões por estação, nas estações Campo Grande e Marques de Pombal, e 100 cartões por estação nas estações Entre Campos e São Sebastião, por forma a garantir o efetivo cumprimento dos prazos de entrega que é de um dia útil.
Segundo o ML, “devido à habitual grande afluência nas estações Marques de Pombal e Campo Grande, o Metro recomenda que os clientes se dirijam os postos Lisboa Viva Urgentes, situados nas estações Entre Campos e São Sebastião II”.
Estes três postos temporários acrescem aos três Espaços Navegante, recentemente criados, para tratamento de assuntos relacionados com os novos passes Navegante, a funcionar entre as 07:45 às 19:30 nas estações Jardim Zoológico (linhas azul e verde), Entre Campos (linha amarela), Alameda (linhas vermelha e verde. Nos habituais dez postos de venda em funcionamento, mantém-se a possibilidade de efetuar a requisição dos cartões Lisboa Viva que não sejam urgentes.
O Metro adianta ainda que para simplificar a vida aos estudantes, irá disponibilizar na Universidade de Lisboa (cantina Velha), entre 17 e 25 de setembro, a possibilidade de realização no local, dos respetivos cartões Lisboa Viva.

Por: Pedro Pereira
Fonte: