2/8/2019

No espaço de um ano

Efacec triplica produção de carregadores rápidos e ultrarrápidos




Um ano depois da sua inauguração, na área de mobilidade elétrica, a Efacec faz um balanço positivo anunciando um crescimento de 100% em volume de negócios, atingindo os 36 milhões de euros em 2018, sendo que em 2017 foi de 17 milhões de euros. Para esta área, a empresa recrutou mais 100 pessoas e triplicou a capacidade de produção de carregadores rápidos e ultrarrápidos para veículos elétricos, devido à incorporação nesta unidade insdustrial, projetada para produção em larga escala, das melhores prátcias nos domínios da tecnologia e da engenharia.

Este balanço foi apresentado esta quinta-feira, 7 de fevereiro, por ocasião da visita do Comissário Europeu para a área da Investigação, Ciência e Inovação, Carlos Moedas, às instalações da Efacec dedicadas à mobilidade elétrica, localizadas na Maia.

“Alinhada com o Plano Estratégico Efacec 2020, que constitui a base para o novo ciclo que a empresa iniciou em outubro de 2015, a nova unidade industrial materializa a aposta continuada da empresa em inovação e em engenharia de produto. Esta abordagem estratégica permitiu à Efacec lançar novos projetos, nomeadamente soluções de carregamento com storage incluído, soluções integradas (hardware e software) para carregamento residencial e frotas, soluções de carregamento para frotas de camiões e evoluir a gama de alta potência. O I&D capacitou também a empresa para lançar produtos inovadores, como a nova geração de carregador rápido
QC45 G2 e a nova gama de home chargers”
, explica a empresa em comunicado de imprensa.

Para Mário Leite da Silva, presidente do Conselho de Administração da Efacec, “os resultados positivos atingidos na área da mobilidade elétrica demonstram que a estratégia delineada em 2015 estava certa. Esta empresa foi capaz de se reorganizar e de se reinventar, inverter um ciclo menos positivo e regressar aos lucros. Este é um caminho que importa prosseguir, não está concluído. A aposta no I&D para conceber produtos e soluções tecnologicamente inovadoras é um fator decisivo para o futuro da Efacec, permitindo-lhe dar um contributo significativo para a dinamização e diversificação da economia nacional, para as exportações e para a criação de postos de trabalho qualificados e sustentáveis”.

Ângelo Ramalho, CEO da Efacec, sublinha a oportunidade que a mobilidade elétrica constitui para o desenvolvimento de negócios e para a internacionalização da marca Efacec. “Além de todas as competências que tem ao nível de carregamento rápido e ultrarrápido, a mobilidade elétrica é uma grande oportunidade para a Efacec potenciar as suas principais competências nas áreas da energia, onde fornece soluções para toda a cadeia de valor, desde a geração à distribuição de eletricidade, e da mobilidade, onde tem credenciais em transportes movidos a eletricidade. O futuro passa por soluções integradas de energia, que aliem a Mobilidade Elétrica à geração de energia limpa, o armazenamento e a gestão de micro-redes, sem perder de vista o contributo da automação para as smart cities. A Efacec está preparada para responder hoje, a todos estes desafios futuros do ecossistema energético”.

Atualmente a área de negócio da Mobilidade Elétrica representa 6% do total da atividade da Efacec. O objetivo é que, num futuro próximo, passe a representar 15%. Atingir um crescimento do volume de negócios de dois a três dígitos anualmente nos próximos anos, chegando perto da barreira dos 100 milhões de euros, é o objetivo desta aposta estratégica. A Europa e a América representam cerca de 90% do negócio da Efacec na mobilidade elétrica.
Transversalmente, a Efacec tem apostado fortemente na diferenciação tecnológica, investindo atualmente 3% das vendas em Inovação e Desenvolvimento Tecnológico (IDT) em todos os setores onde opera – energia, ambiente e mobilidade. O grupo conta com 200 colaboradores dedicados em exclusivo a atividades de IDT.

As instalações dedicadas à mobilidade elétrica, inauguradas em 2018, são uma aposta estratégica para atingir uma produção em larga escala de unidades de carregamento rápido e incrementar a sua aposta em I&D para conceber e fornecer vários projetos espalhados pelo mundo com novos carregadores ultrarrápidos state-of-art. Preparada para tirar partido de um forte suporte de ferramentas informáticas aos processos produtivos, a unidade industrial conta com diferentes áreas operacionais, nomeadamente laboratórios dedicados a I&D, áreas de engenharia de produto e teste final, e impressão 3D para prototipagem rápida. Todo o processo produtivo tem por base o conceito de Lean Manufacturing, procurando otimizar de forma contínua layouts e sequências de trabalho, metodologias de monitorização e controlo, produtividade e qualidade.

A Efacec disponibiliza uma gama completa de carregadores para os segmentos privados, públicos, rápidos, ultrarrápidos e wireless, contando entre os seus principais clientes alguns dos mais renomados fabricantes de automóveis, operadores de infraestruturas de carregamento, utilities e players do setor petrolífero e gás, à escala mundial. O destino da produção é essencialmente exportação, para mercados como os Estados Unidos da América e a Europa. Atualmente os carregadores Efacec estão presentes em 45 países, de norte a sul (da Lapónia à África do Sul) e de oeste a leste (do Havai à Austrália).

A Efacec está a participar de forma ativa em sete dos maiores projetos de mobilidade elétrica a nível mundial. A tecnologia concebida em Portugal está a equipar centros de excelência e desenvolvimento de grandes fabricantes automóveis e a dar suporte a infraestruturas de carregamento de grande dimensão, localizadas predominantemente nos Estados Unidos e na Europa.

Destaque para o Electrify America (EUA), que visa criar uma rede de carregamento de grande dimensão no país; British Petroleum, com o fornecimento de carregadores ultrarrápidos HV350 para cinco estações de serviço de grande dimensão num projeto-piloto na Alemanha, e a participação no consórcio Ultra-E, que vai criar uma rede de carga ultrarrápida piloto na Europa.

Nota ainda para o fornecimento de carregadores para o projeto de entrada da Shell na carga rápida; o projeto de instalação de carregadores rápidos para a Transport of London (Inglaterra), que servirá os novos táxis da cidade que passarão a ser elétricos; a Ligação São Paulo – Rio de Janeiro (Brasil), um projeto da EDP Brasil e da BMW para instalação de carga rápida ao longo da rodovia Nova Dutra; vários projetos na Escandinávia para a Volvo e a Fortum Charge & Drive; carregadores rápidos para a Nissan para instalação na Europa e várias encomendas de carga ultrarrápida para laboratórios de marcas automóveis, alguns deles ainda na fase de confidencialidade.

A empresa está presente, de forma ativa, na maioria dos países europeus, com ênfase nos maiores mercados de mobilidade elétrica, como Alemanha, Inglaterra, Suécia, Noruega, Holanda, Irlanda, Espanha e França, mas também na Europa de Leste. No continente americano, o mercado dos Estados Unidos, que constitui a maior parcela do total de negócios, destaca-se amplamente. A Efacec está também atenta a outros mercados, em especial na Ásia, América Latina e a Oceânia, onde já é dominante em alguns países desta região.

Também no ano passado a Efacec assinou uma parceria com a DS TECHEETAH Formula E Team, reconhecendo que estar envolvida no principal campeonato de corridas com veículos totalmente elétricos do mundo constitui uma oportunidade única para apresentar e desenvolver os seus produtos de forma aprofundada, num ambiente inovador e de tecnologia de ponta para um público global e para alavancar múltiplas oportunidades de negócio B2B que esta parceria proporciona.

Por: Sara Pelicano
Fonte: