1/24/2019

Camiões com mais de 16 toneladas

Scania continua a liderar o mercado pelo quarto ano consecutivo

A Scania voltou a liderar o mercado nacional de camiões com mais de 16 toneladas, pelo quarto ano consecutivo. A marca sueca registou uma quota de mercado de 21,2%, terminando o ano de 2018 com 911 unidades vendidas. Já em 2014 foi a marca que mais cresceu e em 2015 conseguiu alcançar a primeira posição com uma quota de 19,2%. Desde então, a Scania conseguiu fechar todos os exercícios, incluindo o de 2018, como líder de mercado. Segundo Sebastián Figueroa, diretor-geral da Scania Ibérica, “o último período foi determinante para nós, por diversos motivos: o lançamento da nossa nova geração, com uma excelente aceitação por parte dos clientes; o nosso camião foi nomeado o mais económico pelos excelentes resultados a nível de consumo de combustível em testes independentes de revistas do sector e, o mais importante, nas rotas dos nossos clientes; além disso, consolidámos a nossa aposta na sustentabilidade, sendo a marca com a gama mais alargada de veículos movidos a combustíveis alternativos”.
O responsável aponta ainda que a renovação, este ano, da gama de veículos de distribuição e veículos especiais, também contou “com uma boa aceitação pelo mercado”. Também a gama de construção, XT, manteve “o bom posicionamento no mercado”, refere a marca sueca. Figueroa salienta que “outro ponto essencial nos últimos anos tem sido o crescimento exponencial de encomendas de camiões movidos a GÁS (GNC/GNL), tema no qual a Scania acumula grande experiência e com um motor muito fiável. Neste último período lançámos no mercado o nosso motor a gás mais potente, de 410 CV, que já apresenta desempenhos equiparáveis ao diesel, mesmo no longo curso, com as vantagens do gás ao nível da redução de emissões de CO2 e de rentabilidade”.

Por: Pedro Pereira
Fonte: