12/5/2018

Greve dos estivadores

MacAndrews, Tarros e Arkas deixam de escalar Setúbal

Três dos mais importantes armadores que escalam o Porto de Setúbal, a MacAndrews, Tarros e Arkas, desviaram as suas operações para os portos de Vigo e Santander, revela o Jornal Económico (JE). Em declarações ao JE, Diogo Marecos, administrador da Operestiva, referiu que “o Porto de Setúbal vai perder 70% das suas cargas em contentores. Três armadores, a McAndrews, Tarros e Arkas, decidiram deixar de escalar o Porto de Setúbal porque não querem suportar mais custos acrescidos. E foram para portos espanhóis, maioritariamente para os portos de Vigo e de Santander”. O Jornal Económico refere ainda que se estes três armadores não regressarem ao Porto de Setúbal, “estaremos a falar de uma ‘fuga’ de cerca de 8.550 TEU neste mês de dezembro, por comparação com o mês homólogo de 2017. Ou do ‘desaparecimento’ de mais de 106 mil TEU num ano, tendo conta os dados do ano passado. Isto, se não houver mais debandadas de armadores internacionais do Porto de Setúbal”. A decisão dos armadores em sair de Setúbal prende-se com o conflito laboral que decorre há várias semanas em Setúbal e que tem paralisado quase por completo toda a atividade portuária.

Por: Pedro Pereira
Fonte: