8/9/2018

Incumprimento

CP sem indeminizações compensatórias do Estado há 3 anos

A CP – Comboios de Portugal está desde 2015 sem receber indeminizações compensatórias do Estado, mas continua a prestar serviço público. A empresa, descreve no relatório de contas de 2017 que, “apesar da ausência de Contratualização de Serviço e da manutenção do cenário de ausência de indemnizações compensatórias, a CP prevê manter a operação em todas as linhas e serviços atualmente em exploração e a integral satisfação das obrigações de prestação de serviço público a que está sujeita”

A ausência das indeminizações compensatórias do Estado pode ser um dos fatores para a degradação do serviço e do equipamento que têm sido notícia nos últimos dias. Entre as várias queixas que surgiram estão frota inoperacional, material circulante antigo, supressão de rotas, redução de horários e limitação à venda de bilhetes no Alfa Pendular e no Intercidades por incapacidade de o ar condicionado refrigerar.

De referir ainda que, no ano passado, os investimentos na CP totalizaram 16,3 milhões de euros. E, para o ano de 2018, a empresa prevê gastar 44 milhões. No entanto, nos primeiros seis meses deste ano, a CP tinha investido apenas 4,7 milhões.

Por: Sara Pelicano
Fonte: