8/8/2018

Transporte rodoviário de mercadorias

ANTRAM e Fectrans assinam acordo coletivo 20 anos depois

Os trabalhadores do setor rodoviário de mercadorias vão assinar um novo contrato coletivo de trabalho 20 anos após a assinatura do último. O documento, assinado hoje pela Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (ANTRAM) e pela Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans), prevê aumentos salariais e melhorias nos horários de trabalho e nos descansos.

José Manuel Oliveira, coordenador da Fectrans, explicou que o novo acordo dirigido aos motoristas de transporte de mercadorias e a pessoal da manutenção e administrativos, prevê “um aumento nos salários”, assim como a reposição da “contratação coletiva no setor, já que algumas empresas têm optado por formas ilegais de remuneração”.

O documento prevê também “melhorias na assistência na doença e nas baixas” e determina “particularidades como o período de trabalho e como se fazem os descansos”, disse o coordenador da Fectrans à Lusa. “O que vamos assinar é um acordo global que define as relações laborais entre as empresas e os trabalhadores, em matérias que, em alguns casos, já estavam a ser cumpridas”, frisou.

José Manuel Oliveira avançou ainda que o novo acordo abrange, inicialmente, apenas as empresas e os associados das duas estruturas (ANTRAM e Fectrans), todavia, será entregue um pedido na Direção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho (DGERT) de modo a “incluir todos os restantes trabalhadores do setor”.

Por: Pedro Venâncio
Fonte: