11/13/2017

Visita empresarial à China

Portugal posiciona-se como parceiro da nova Rota da Seda

A visita à China da comitiva empresarial liderada pela ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, permitiu “concretizar o objetivo de projetar Portugal como um parceiro estratégico da China no desenvolvimento de uma economia do mar competitiva e sustentável, no âmbito da Nova Rota da Seda Marítima”, revela o Ministério do Mar, em comunicado.
Esta visita contou com a participação de 40 empresas portuguesas ligadas a áreas como os portos, shipping, logística marítimo-portuária, construção naval e portuária, indústria de transformação do pescado, aquacultura, entre outras.
Nas diversas reuniões que tiveram lugar, e que contaram com o apoio de entidades como o Ministério do Mar, Embaixada de Portugal na China, AICEP China, China Development Bank, e Haitong Bank, “registou-se a participação inédita de 126 empresas chinesas em Pequim e Xangai”.
Nas duas cidades chinesas tiveram lugar as conferências «Blue Partnership Portugal-China and the XXI Maritime Silk Road», onde foram apresentados casos de sucesso do investimento chinês em Portugal, como foi o caso da China Three Gorges e da Fosun. Foi ainda dado a conhecer as oportunidades de investimento nos principais portos portugueses e as soluções de apoio ao financiamento do China Development Bank, do Bank of China e do Haitong Bank.
Na cidade de Xiamen, no dia 3 de Novembro, Ana Paula Vitorino interviu na sessão de abertura da 12ª edição da World Ocean Week, um dos eventos internacionais de maior prestígio sobre governação e economia do mar da região Ásia-Pacífico, na qual também participou o Ministro Wang Hong da State Oceanic Administration.
“Seguiu-se a assinatura de um plano de ação entre o Ministério do Mar e a State Oceanic Administration com medidas concretas de cooperação científica, ambiental e empresarial no desenvolvimento sustentável do oceano entre Portugal e a China.
Além disso, nesse mesmo dia, o Ministério do Mar também realizou uma comunicação na World Ocean Week sobre as oportunidades de investimento nas indústrias oceânicas portuguesas”, salienta o Ministério do Mar.
Para além destas iniciativas, a comitiva portuguesa visitou o Porto de Yangshan, em Xangai (o maior porto do mundo) e realizaram uma visita à zona automatizada do Porto de Xiamen.

Por: Pedro Pereira
Fonte: