10/9/2017

Valor de 221M€

Subconcessão do Metro do Porto com 6 interessados

Cinco empresas e um consórcio apresentaram propostas para a subconcessão do Metro do Porto. Para além das propostas de operadores como o Grupo Barraqueiro, Transdev e Avanza (através da Corporacion Española de Transportes), o concurso também conta com propostas de várias construtoras como a Neopul – Sociedade de Estudos e Construções, a DST - Domingos Silva Teixeira, e a Mota-Engil, que integra um consórcio (através das subsidiárias Manvia, Mota-Engil Ambiente e Serviços, Mota-Engil Engenharia e Contrução e Mota-Engil SGPS) em conjunto com a MGC Transportes (do Grupo Valpi). O concurso para a rede do Metro do Porto foi lançado no passado mês de junho e tem um preço de referência de 221 milhões de euros. O preço, segundo as regras do presente concurso, será o único critério de adjudicação, razão para o vencedor ser conhecido já na próxima quarta-feira.
A Metro do Porto espera ainda que a adjudicação do contrato ocorra até final do ano para que o Tribunal de Contas se pronuncie sobre a questão e exista um período 60 dias necessário para a transição entre os operadores, a vigorar a 1 de abril de 2018. Recorde-se que o projeto de extensão para a rede do Metro do Porto, tem conclusão prevista para 2022, dada incorporada no caderno de encargos.

Por: Pedro Pereira
Fonte: