sexta-feira, 6 de Dezembro de 2019

 
caetano 468x60
Passageiros & Mobilidade
14-08-2019
Modos suaves
Projeto BooST quer impulsionar utilização da bicicleta em várias cidades portuguesas
O projeto BooST, em desenvolvimento na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, visa disponibilizar orientação técnica para a promoção da bicicleta como meio de transporte urbano em todo o território nacional. Assim, através de uma open call, o projeto clama pela chamada à participação de todos os municípios interessados em impulsionar o uso diário da bicicleta como meio de transporte de referência.

Centrado em impulsionar a bicicleta em cidades principiantes, o BooST visa disponibilizar conhecimentos técnicos específicos que permitam dar o primeiro impulso na utilização da bicicleta nestes territórios.

Segundo a equipa de desenvolvimento, “nos últimos anos tem-se assistido a uma crescente importância política dada à utilização da bicicleta em meio urbano impulsionado pela necessidade de mobilidade mais sustentável e comportamentos mais saudáveis. Ao mesmo tempo, assiste-se ao aumento da investigação no uso da bicicleta direcionada ao incentivo da mudança modal. Até agora, a investigação tem-se centrado nas ‘cidades-campeãs’ (com repartição modal da bicicleta superiores a 20%). Por outro lado, as ‘cidades-principiantes’ parecem estar numa situação particularmente desfavorável, não tendo tradição de uso da bicicleta nem conhecimentos técnicos, com pouca investigação especificamente focada nos seus problemas e soluções”.

O projeto consiste ainda no desenvolvimento de um Roteiro para Cidades Principiantes no uso da bicicleta, fornecendo um conjunto de ferramentas de apoio ao planeamento, incluindo um modelo de avaliação do Potencial Bruto para a Bicicleta (GPC), um modelo de avaliação do Valor Económico para a Bicicleta (EVC) e um modelo Selecionador de Medidas para a Bicicleta (SMB) mais adequadas a cidades-principiantes.

O Roteiro para Cidades Principiantes e as suas ferramentas serão disponibilizados sob a forma de um manual, de uma página web interativa e através de vários workshops envolvendo autoridades locais e outros stakeholders. Juntamente com um ranking de cidades-principiantes nacionais (de potencial bruto), o projeto irá capacitar a política local com conhecimentos técnicos e argumentos contra as atitudes mais céticas.

O projeto reúne vários peritos na área e capitaliza de investigação prévia na gestão da mobilidade no Centro de Investigação do Território Transportes e Ambiente (CITTA), na promoção da bicicleta na Universidade de Aveiro (UA), com vários projetos em curso e atividades implementadas no terreno, e ainda na vasta experiência da Federação Europeia de Ciclistas (ECF).

Para participar no projeto e receber a avaliação do Potencial Bruto para a Bicicleta, o munícipio terá de fornecer dados como:
- Perímetro urbano do município;
- Localização dos equipamentos de educação;
- Localização das interfaces de transporte público rodoviárias e das estações ferroviárias (se existente);
-  Infraestrutura ciclável e ruas de velocidade limitada a 30km/h;
- Curvas de nível (idealmente de cinco em cinco metros).

Adicionalmente, e caso disponíveis, o município deverá ainda indicar:
- Localização das empresas e estabelecimentos de atividades económicas (com informação da CAE e do numero de funcionários por estabelecimento);
- Rede viária com informação da velocidade média e da hierarquia viária por troço;
- Acidentes rodoviários (localização);

As inscrições decorrem até ao próximo dia 6 de setembro, através do email: boost@fe.up.pt ou telefone 22 041 4019. Para mais informações, consulte a página oficial do projeto em boost.up.pt.

por: Pedro Venâncio
739 pessoas leram este artigo
175 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  
BP Toolbox

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 












RSS TR Twitter Facebook TR Transportes em revista

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA