quinta-feira, 19 de Abril de 2018

 
Carga & Mercadorias
16-04-2018
Acordo internacional
OMI quer reduzir em 50% as emissões no transporte marítimo
Foi alcançado um acordo a nível internacional para reduzir as emissões de dióxido de carbono no transporte marítimo em, pelo menos, 50% até 2050, anunciou a Organização Marítima Internacional (OMI). Esta foi a primeira vez que o setor no mar estabeleceu metas a longo prazo no combate às alterações climáticas.

A OMI não mencionou quais os países-membros que rejeitaram o acordo, num universo composto por 173 Estados-membros. Todavia, os Estados Unidos da América e a Arábia Saudita foram vozes discordantes às anteriores versões e o Japão defendia esta diminuição de emissões em 50% mas a partir de 2060. Em contrapartida, a União Europeia e alguns países do Pacífico almejavam uma redução mais drástica – entre 70% e 100% das emissões de gases nocivos até 2050.

Kitack Lim, secretário-geral da OMI, referiu que o presente acordo é a “base para ações futuras” e desafiou os Estados-membros a “continuarem os esforços” na luta contra o aquecimento global. Já o ministro britânico dos Transportes, Nusrat Ghani, aplaudiu o “momento decisivo”, desejando ver “navios com zero emissões o mais rápido possível” nos mares. Também a presidente das Ilhas Marshall, Hilda Heine, qualificou este acordo como “histórico” e alertou para a necessidade de o documento ser melhorado para dar ao seu país, ameaçado pela subida do nível do mar, “um caminho para a sobrevivência”.

Fonte: Lusa
por: Pedro Venâncio
345 pessoas leram este artigo
22 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  



Spinerg


  




Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Canal Transportes Online

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA