sexta-feira, 20 de Outubro de 2017

 
Articulistas Residentes
  
Carga & Mercadorias
Dezembro de 2011
E tudo o “défice” levou...
Que “isto” não anda nada bem, todos o sabemos e sentimos.
Singulares ou colectivos, os contribuintes portugueses há muito que sentem, a cada dia que passa, as dificuldades crescentes para aguentar uma crise que parece não ter fim.

O sector dos transportes não foge à regra, em especial o modo rodoviário pesado, que pela sua dependência do preço dos combustíveis, vê o galopante e diário crescimento dos preços anular a já pouca, e muitas vezes residual, margem de lucro.
Lucro? Que lucro? Já não se trata de vantagem, benefício ou de ganho líquido. Esse é um conceito que cada vez mais pertence a um passado que começa a ser longínquo. Hoje tratam-se apenas de “sobras” e de “restos”, que nos casos benignos, são meramente canalizados para assegurar os encargos que a própria actividade exige. Já não se trata de obter lucros e de criar riqueza, mas antes de garantir recursos que permitam a sobrevivência do negócio e a manutenção de milhares de empregos que este sector assegura.

Esta é uma situação, tendencialmente explosiva, a que ninguém acorre ou se preocupa. A começar pelo regulador que, apesar de se esforçar por explicar o inexplicável, abre caminho para um “lavar de mãos” que o Governo, este ou qualquer outro, se vê obrigado a fazer fruto de um défice gigante que o deixa sem qualquer margem de manobra.

Com a pressão do sector já na rua, com a tendência previsível para esta aumentar e com o “clima de diálogo” que a Tutela insiste em proclamar (como se o diálogo fosse factor influente nos custos de produção) é expectável que nada de importante seja anunciado, pois se, por um lado, a reivindicação da segmentação e/ou de descontos nas tarifas das portagens é assunto das concessionárias, por outro, a pretensão do sector para a criação do gasóleo profissional é mais uma medida que o vento do défice levou...
Resta esperar para saber se o vento não leva mais alguma coisa...


José Monteiro Limão
josé.limao@transportesemrevista.com

4789 pessoas leram este editorial
0 pessoas imprimiram este editorial
0 pessoas enviaram este editorial a um amigo
0 pessoas comentaram este editorial
Comentários
  
Deixe o seu comentário!

Para comentar, necessita fazer login.

  

Chronopost
Eventos TR
  
Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA