segunda-feira, 28 de Setembro de 2020

 
caetano 468x60
Carga & Mercadorias
29-01-2020
Plataforma foi inaugurada
Grupo ETE aposta no reforço das operações logísticas nos Açores
O Grupo ETE inaugurou o novo Polo Logístico Transinsular Açores (PLTA), localizado em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel. A nova infraestrutura, que fica próxima da zona portuária e do aeroporto, irá concentrar num único local toda a atividade logística da Transinsular e ETE Logística, permitindo uma maior rapidez e eficiência na resposta às trocas comerciais da região. Segundo o Grupo ETE, “sendo 85% da carga rececionada e enviada por via marítima e 10% a 15% por via aérea, o contributo do novo Polo Logístico do Grupo ETE será fundamental para o desenvolvimento da economia local, nomeadamente para as PME locais nos seus vários setores de atividade. A nova estrutura envolve cerca de 30 postos de trabalho”.
O PLTA vem ainda reforçar as sinergias locais entre as empresas do Grupo ETE a operar em Ponta Delgada – Transinsular e ETE Logística – bem como permitir “a criação de novas sinergias com parceiros locais, o que terá reflexos positivos na operação logística, no tratamento e acondicionamento de carga e no aumento da capacidade de resposta dos serviços prestados. Também a respetiva integração e concentração destes serviços num só local, facilitará toda a cadeia logística”.
Segundo Luís Nagy, presidente do Conselho de Administração do Grupo ETE, este investimento na operação em Ponta Delgada é, “um reforço do compromisso que o Grupo ETE e a Transinsular têm há mais de 30 anos com os Açores e que vem introduzir melhorias significativas na sua operacionalidade, nomeadamente do ponto de vista logístico, gerando no curto prazo uma maior eficiência na resposta às trocas comerciais da Região.”

PLTA irá significar um crescimento de 15% na carga movimentada

O PLTA tem uma área superior a 12.000 m2 e dispõe de um parque de contentores, com serviços de reparação e lavagem, de um armazém, com mais de 2000 m2, equipado com as mais modernas infraestruturas, com elevada capacidade de receção de carga e de armazenagem, incluindo cais desnivelados, bem como valências de frio - positivo e negativo - característica esta que será essencial para o escoamento dos produtos oriundos dos Açores, nomeadamente produtos frescos (lacticínios e carnes). De acordo com a empresa nacional, “a concentração de toda a atividade logística num só local irá facilitar a circulação de todo o tipo de cargas, o que representa um acréscimo de, pelo menos, 15% na carga movimentada, face à estrutura anterior”.
A maior parte das cargas são provenientes de Lisboa e do Porto, para onde são igualmente expedidas grande parte das mercadorias regionais, pelo que o novo polo logístico do Grupo ETE irá igualmente incrementar a distribuição de mercadorias provenientes e com destino às outras ilhas do arquipélago dos Açores. “Um investimento feito numa nova infraestrutura, com valências complementares às já existentes – nomeadamente na área de armazenagem - que vem assim consolidar o crescimento da operação do Grupo ETE na Região Autónoma dos Açores”, salienta a companhia.
Em relação às anteriores instalações de Ponta Delgada, o Grupo ETE anuncia que está neste momento a estudar a hipótese de reconverter o espaço que ocupava num armazém exclusivo de frio.


 
por: Pedro Pereira
1235 pessoas leram este artigo
441 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  

 
 
 
 
 
 












RSS TR Twitter Facebook TR Transportes em revista

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA