domingo, 9 de Agosto de 2020

 
caetano 468x60
Carga & Mercadorias
16-12-2019
Investimento de 75M€
Indra vai implementar sistema de portagens com inteligência artificial nos EUA
A Indra vai implementar um sistema de portagens com inteligência artificial nos EUA. O contrato, no valor de 75 milhões de euros, foi adjudicado pela concessionária da I-66, Express Mobility Partners. O objetivo passa por implementar um sistema de inteligência artificial capaz de detetar os ocupantes do veículo e mudar a tarifa mediante o nível do tráfego na autoestrada. Uma vez terminado, o troço da I-66 Outside the Beltway – que liga a I-495 com a US Highway 29 – perto de Gainsville (Virginia), vai contar com três vias livres e duas com portagens dinâmicas.

Com este novo contrato, a Indra implementa nos EUA um sistema de portagem automático free-flow, da gama de soluções Mova Collect, capaz de detetar a intensidade do tráfego em tempo real e oferecer dados sobre a densidade, o tipo de veículos, ocupantes da viatura e outras variáveis que facilitam o cálculo da tarifa de forma dinâmica. Este sistema permite a passagem de automóveis sem que tenham de reduzir a velocidade e, pela primeira vez, o projeto integra o sistema de deteção de ocupantes em cada pórtico da portagem.

Graças a esta solução é possível mudar as tarifas das portagens de acordo com o nível de tráfego ao longo da via express, com uma frequência de três minutos, isto é, se a fila de trânsito aumentar em determinada faixa, a tarifa pode mudar para diminuir o número de condutores dispostos a pagar, reduzindo a intensidade do tráfego e o tempo de viagem. Assim, é garantido o nível de serviço aos automobilistas nas vias express, mantendo uma velocidade de circulação mais alta que nos pórticos gratuitos. Segundo a Indra, “o preço torna-se então uma ferramenta avançada de gestão de tráfego”.

O desenho da empresa maximizará o número de transações faturáveis, mesmo no caso de algum dispositivo falhar, e permite a realização de intervenções de manutenção durante a noite, quando a afluência é menor. A tecnologia utilizada nos sensores contribui ainda para uma maior segurança e redução da contaminação do ar, criando “uma mobilidade mais sustentável numa das vias mais congestionados dos Estados Unidos da América”, esclarece a empresa.

O projeto para a I-66 Outside the Beltway contempla um sistema de estradas que inclui comunicações, sistemas inteligentes de transportes (ITS) e a interface com o centro de gestão de tráfego do Departamento de Transportes do estado de Virgínia, assim como a manutenção dos sistemas durante um ano.
por: Pedro Venâncio
1378 pessoas leram este artigo
438 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  

 
 
 
 
 
 












RSS TR Twitter Facebook TR Transportes em revista

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA