sexta-feira, 6 de Dezembro de 2019

 
caetano 468x60
Passageiros & Mobilidade
15-11-2019
Chassis Scania e carroçaria Unvi
Open Tour Paris estreia autocarros de dois pisos GNC
A Scania e a Unvi forneceram os primeiros autocarros panorâmico de dois pisos com motor a gás natural à empresa francesa Open Tour Paris, detida pela RATP, que se dedica à realização de circuitos turísticos urbanos “hop on, hop off” na capital francesa.
Carroçado pela Unvi, o autocarro dispõe de cinco depósitos de gás natural com um peso total de 276 quilos, o equivalente a 1.825 litros, permitindo percorrer cerca de 500 quilómetros. “Necessitamos apenas de reabastecer combustível em cada dois ou três dias, o que é importante, já que não temos uma estação de serviço própria e, portanto, conseguimos poupar tempo ao motorista”, afirma Fabrice Bayon, diretor-geral da Open Tour Paris.
Os autocarros turísticos efetuam quatro a cinco circuitos diários em Paris, percorrendo cerca de 120 quilómetros, antes de regressarem à estação de recolha de Rosny-sous-Bois, localizada a leste do centro da capital francesa.
O autocarro low-entry de 12 metros cumpre o limite máximo de altura da Europa continental de quatro metros e dispõe de uma capacidade para 70 passageiros. Para facilitar a entrada e saída de passageiros nas 250 paragens de Paris, está equipado com um sistema de ajoelhamento lateral, que diminui a altura ao solo para 26 centímetros.
 

Ao longo da carreira, os passageiros são guiados em 12 idiomas. “Esperamos um crescimento constante do turismo em Paris”, adianta Fabrice Bayon. “Um dos nossos desafios é atrair “repetentes” - clientes que regressam a Paris. Por isso, começamos a oferecer serviços melhorados, inovadores e digitais a bordo dos autocarros”.
A Open Tour opera 36 autocarros turísticos em três carreiras na capital francesa e transporta anualmente cerca de 700 mil passageiros. Depois de ter introduzido seis autocarros elétricos carroçados pela Unvi na sua frota, a empresa adquiriu agora a seis autocarros a gás. “Pretendemos experimentar várias tecnologias ecológicas, pois não sabemos quais serão as futuras regulamentações”, explica o diretor-geral da subsidiária da RATP. “Em 2024, esperamos ter toda a frota convertida para baixas emissões. Em conjunto com a cidade de Paris, a Região e a Agência Francesa de Gestão do Meio Ambiente e Energia temos vindo a apostar há vários anos numa mobilidade mais sustentável. Com um terço da nossa frota já convertida para baixas emissões, estamos orgulhosos de combinar atração turística com o respeito pelo meio ambiente”, sublinha o responsável.
por: Carlos Moura
526 pessoas leram este artigo
65 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  
BP Toolbox

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 












RSS TR Twitter Facebook TR Transportes em revista

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA