sexta-feira, 20 de Setembro de 2019

 
RL 468x60
Passageiros & Mobilidade
16-07-2019
Em França
Transdev e Scania testam autocarros a etanol
A Transdev e a Scania iniciaram um projeto-piloto em Ile de Ré (França) que envolve a utilização de autocarros movidos a etanol, sendo o combustível obtido a partir da transformação de resíduos de vinho por produtores locais. Esta experiência foi incentivada pelos municípios da região para se estudarem alternativas sustentáveis face aos autocarros elétricos.
Esta solução procura ser uma opção face à pressão exercida pelo transporte automóvel nesta ilha histórica da costa ocidental francesa na sequência da abertura ao tráfego em 1988 de uma espetacular ponte com 3,2 quilómetros de extensão que estabelece a ligação entre La Rochelle e Ile de Ré. Como consequência, o número de turistas aumentou substancialmente e levou a um crescimento da população local de 18 mil pessoas em época baixa para 135 mil em época alta.
Para reduzir o impacto causado pela travessia da ponte por três milhões de automóveis por ano, a ilha implementou um programa abrangente para se tornar numa zona de baixo carbono. Para o efeito foi criada uma ecotaxa, cobrada através de uma portagem na ponte no valor de oito euros em época baixa e 16 euros na alta, para financiar projetos de energia e transportes limpos, assim como a manutenção das terras húmidas e a recuperação das dunas. Metade da receita anual de 14 milhões de euros da ecotaxa é aplicada na proteção ambiental.
“Queremos encorajar os visitantes a utilizarem os transportes públicos e a utilizarem a bicicleta nas deslocações pela ilha”, explica Lionel Quillet, presidente da Federação dos Municípios da Ile de Ré. “E estabelecemos o objetivo claro desde o início que o nosso transporte deveria ser tão ‘limpo’ quanto possível”, adianta. Uma das soluções encontradas aos autocarros elétricos assenta em recursos locais, uma vez que a carreira regular de duas horas entre La Rochelle e o ponto mais ocidental da ilha de Ré é agora operado por autocarros Scania Interlink movidos a etanol produzido a partir do mosto das uvas utilizadas na produção local de vinho. “Este serviço é o resultado de uma vontade forte da região da Nova Aquitânia para adotar uma mobilidade sustentável, que tem vindo a ser desenvolvida localmente com a Scania, o produtor de etanol Raisinor e a Transdev”, sublinha Thierry Mallet, CEO da Transdev, a operadora do serviço rodoviário.
Para a Transdev, a carreira de autocarros número 3 entre La Rochelle e Ile de Ré será um projeto de demonstração para o etanol. “Com este serviço, esperamos ter alguma coisa para podermos mostrar à França e ao resto do mundo”, acrescenta Thierry Mallet. “É um projeto local, mas também é uma referência do que podemos fazer com o etanol, como pode ser gerido, quais os custos e benefícios desta solução”, adianta o responsável.

por: Carlos Moura
720 pessoas leram este artigo
108 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 












RSS TR Twitter Facebook TR Transportes em revista

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA