domingo, 8 de Dezembro de 2019

 
caetano 468x60
Passageiros & Mobilidade
04-06-2019
Tarifários
Lezíria do Tejo defende passes semelhantes aos praticados nos municípios da AML
O presidente da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo (CIMLT), Pedro Ribeiro, defendeu que o preço dos transportes das sub-regiões contíguas à Área Metropolitana de Lisboa (AML) deveria aproximar-se do valor cobrado nos municípios da AML.

O mesmo responsável, no decorrer de uma conferência sobre mobilidade que decorreu em Santarém dia 3 de junho, disse “que não é aceitável que todas as deslocações pendulares que têm por destino a capital não paguem o mesmo”.

O evento serviu ainda para apresentar os resultados de um estudo sobre mobilidade nos 11 concelhos da comunidade intermunicipal, nomeadamente Almeirim, Alpiarça, Benavente, Cartaxo, Chamusca, Coruche, Golegã, Rio Maior, Salvaterra de Magos, Santarém e Azambuja. De acordo com a CIMLT, “cerca de 70% dos inquiridos utiliza transporte individual, sendo o transporte coletivo utilizado por uma média de 2,5 a 4,5% dos residentes. Já as viagens a pé ou de bicicleta são a escolha de cerca de 24 a 26% da população da Lezíria do Tejo”.

O primeiro-secretário da CIMLT, António Torres, relembrou que, desde 1 de maio, os transportes rodoviários tiveram um desconto de 35% nos passes mensais, nos comboios regionais e inter-regionais o desconto foi de 30% e o suplemento Navegante Azambuja para Lisboa passou a custar 40,50 euros.
por: Sara Pelicano
Tags: CIM   Lezíria do Tejo   Mobilidade   PART  
1169 pessoas leram este artigo
310 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  
BP Toolbox

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 












RSS TR Twitter Facebook TR Transportes em revista

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA