quinta-feira, 19 de Setembro de 2019

 
TIS  468x60
Carga & Mercadorias
10-05-2019
Ampliação do terminal norte
Grupo MSC apresenta única proposta para ampliação do terminal de contentores de Valência
O TIL - Terminal Investment Ltd, empresa do Grupo MSC que gere terminais portuários, apresentou a única proposta para construir e operar o novo terminal de contentores norte do Porto de Valência. O projeto irá significar um investimento de 1200 milhões de euros e prevê a concessão do espaço por um período de 35 a 50 anos. As obras de ampliação do terminal irão permitir duplicar a atual capacidade de contentores do porto valenciano, tornando-o líder no Mediterrâneo. O futuro terminal terá capacidade para cerca de cinco milhões de TEU´s e terá um cais com 1.970 metros de comprimento e fundos de -20 metros. Irá ainda incluir uma área para parqueamento de contentores com137 hectares e um canal de acesso marítimo com fundos de 22,50 metros. Uma das exigências do caderno de encargos do concurso lançado pelo Porto de Valência para a concessão do espaço é a total automatização do terminal e a construção de um terminal ferroviário e respetivos ramais de acesso.
Caso a proposta do TIL seja aprovada, a autoridade portuária do porto de Valencia prevê que a adjudicação nunca será feita antes do final do ano, sendo que o novo terminal deverá entrar em operação em 2024.
Recorde-se que o TIL é um dos parceiros da PSA Singapura no Porto de Sines. Na passada semana, a MSC anunciou que reforçou a sua posição na empresa, passando a deter 60% do capital do TIL. Por outro lado, foi igualmente anunciado, no início do mês de maio, que o fundo soberano de Singapura (GIC) adquiriu 10% do TIL.
Na passada quarta-feira, a ministra do Mar, Ana Paula Vitorino tinha revelado no Parlamento que o Estado e a PSA Singapura já tinham chegado a acordo para a construção da nova fase do Terminal XXI, em Sines. No entanto, a governante salientou que o acordo apenas será efetivado caso a PSA e o sindicato dos estivadores chegarem a acordo. Segundo a ministra, “não vai ser assinado um contrato de expansão do terminal XXI havendo problemas laborais".
por: Pedro Pereira
833 pessoas leram este artigo
249 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 












RSS TR Twitter Facebook TR Transportes em revista

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA