terça-feira, 19 de Fevereiro de 2019

 
STCP
Passageiros & Mobilidade
30-01-2019
Cardoso dos Reis
«O problema da ferrovia não é a bitola, é a capacidade»
Para o chairman da UIC Europa, Francisco Cardoso dos Reis, o problema da ferrovia na Europa e em Portugal é a falta de capacidade e a sobreposição de tráfegos. «Ao contrário do que muitos dizem, o problema não está na bitola. Temos problemas de sinalização, catenária, bitola e interoperabilidade. Mas acima de tudo, o maior problema é a falta de capacidade», referiu o antigo presidente da CP e Refer, durante uma conferência de imprensa à margem de um encontro da UIC – União Internacional dos Caminhos de Ferro, que teve lugar em Almada. Segundo o antigo presidente da Refer e da CP, «se ao entrarmos em França temos duas vias duplas que só vão dar a uma via dupla, é óbvio que vamos ter problemas de escoamento. E depois, na mesma linha, temos tráfegos de comboios de alta velocidade, regionais, de mercadorias. Primeiro, é necessário resolver os problemas da capacidade e da exploração». O chairman da UIC Europa diz que o essencial na ferrovia passa por «oferecer serviços com a maior eficiência possível e há várias questões a resolver. Mas não é a bitola, essa é uma desculpa para outras coisas».



por: Pedro Pereira
Tags: Cardoso dos Reis   Ferrovia   UIC  
812 pessoas leram este artigo
74 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 





Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Transportes em revista

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA