domingo, 21 de Abril de 2019

 
STCP
Carga & Mercadorias
21-01-2019
Construído na Navaltagus
Grupo ETE exporta workboat para o Uruguai
O Grupo ETE apresentou publicamente, numa cerimónia que contou com a ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, o workboat multicraft Punta Tigre, encomendado pela empresa uruguaia Transfluvial ao grupo português. A embarcação foi construída nos estaleiros da Navaltagus em apenas seis meses e vai estar envolvido nas operações fluviais de apoio à frota que abastece uma das maiores fábricas de celulose do mundo, a Montes del Plata. Foi fundada em 2009 por duas grandes empresas líderes internacionais do setor florestal, a Arauca, de origem chilena, e a Stora Enso, de origem sueca e finlandesa. Gere atualmente 145 mil hectares de plantações de eucalipto no país, produz 1,4 milhões de toneladas de celulose por ano e assegura 6 500 postos de trabalho diretos e indiretos, num negócio que representa 1,7% do PIB do Uruguai e que é responsável por 7% das suas exportações.
A embarcação tem 13,8 metros de comprimento, um deslocamento de 77 toneladas quando carregado, está equipado com dois motores e com uma grua com capacidade de 1,3 toneladas. É uma embarcação robusta e versátil - além de funcionar como rebocador, vai executar funções de carga e descarga, entre outras tarefas auxiliares.
Segundo Luís Figueiredo, administrador do Grupo ETE, “o Punta Tigre é um exemplo da capacidade de inovação e tecnologia em construção naval de Portugal; significa também que somos uma referência internacional nesta área e que temos, como tal, todas as condições para criar valor para os nossos clientes, mas também para o país”.
Recorde-se que a área de engenharia, construção e reparação naval do GRUPO ETE integra dois estaleiros (um na margem norte do estuário do Tejo e outro na margem sul), e é responsável por 85 docagens anuais e diversos projetos de construção e reparação naval.
Na América Latina e em operações de navegação fluvial, o grupo ETE está presente no Uruguai e na Colômbia, numa operação com rebocadores, barcaças e uma grua flutuante de grande capacidade, executando trabalhos de carga e descarga de navios e apoio a obras marítimas e portuárias.
por: Pedro Pereira
737 pessoas leram este artigo
127 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  

 
 
 
 
 
 
 
 
 

 





Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Transportes em revista

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA