terça-feira, 11 de Dezembro de 2018

 
caetano 468x60
Carga & Mercadorias
16-11-2018
3.º ano consecutivo
Scania lidera mercado de veículos pesados
A Scania lidera o mercado de camiões com peso superior a 16 toneladas pelo terceiro ano consecutivo. A marca sueca fechou o passado mês de setembro com uma quota de 21,6% ou 674 unidades matriculadas.

Apesar do mercado ter caído 0,4% entre janeiro e setembro, relativamente ao período homólogo, a Scania registou um crescimento de 48,8% no segmento, mantendo “a trajetória dos últimos anos até chegar a líder de mercado”, desde 2015. A marca revela ainda que “por segmentos e no valor acumulado do ano, a Scania também é líder nos veículos tratores, com uma quota de 24,7%”.

Sebastián Figueiroa, diretor-geral da Scania Ibérica sublinha que “os clientes estão a valorizar não só a qualidade e fiabilidade do nosso produto, mas também o aumento de rentabilidade que obtêm graças aos serviços da Scania”. Além disso, o responsável refere que “os nossos clientes veem estas melhorias ser acompanhadas por um incremento da rentabilidade dos seus negócios, graças aos nossos serviços conectados”.

O diretor-geral da Scania Ibérica realça ainda o trabalho desenvolvido pela marca ao longo do ano e a oferta ligada aos profissionais, à gestão de frotas e à manutenção assegurada. “Graças à conectividade, dispomos de informação de mais de 300 mil veículos conectados. Podemos afirmar que somos quem melhor gere esta informação, o que é um grande valor acrescentado para o cliente”.

A gama para o setor da construção, “lançada há exatamente um ano”, foi igualmente um elemento-chave para o sucesso da Scania em 2018. Segundo Sebastián Figueiroa, esta gama “está a ter um bom acolhimento no mercado, o que prova o reconhecimento da sua robustez e a adaptação personalizada às necessidades dos clientes”.

Por fim, o diretor-geral destaca o foco da marca sueca “nos combustíveis alternativos”, dispondo da “mais vasta gama do mercado”. Além disso, avança, “apercebemo-nos de um interesse crescente no mercado por camiões movidos a gás natural (GNC/GNL) e os pedidos que recebemos neste setor estão a aumentar”. O elétrico também não foi esquecido e o mesmo refere que “estamos a desenvolver soluções 100% elétricas, que irão ser apresentadas quando for possível a sua comercialização”.
por: Pedro Venâncio
361 pessoas leram este artigo
77 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 





Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Transportes em revista

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA