terça-feira, 11 de Dezembro de 2018

 
STCP
Passageiros & Mobilidade
15-10-2018
Estudo
Leaseplan Portugal conclui que maioria das frotas teriam redução de custos ao transitarem para VE
Dependendo do segmento, da quilometragem média, do nível de emissões de CO2 que se pretende alcançar e de quão ambiciosa uma empresa deseja que seja a sua política de frota, a resposta é que, considerando uma quilometragem média de 30.000 quilómetros, a maioria das frotas geridas pela LeasePlan Portugal reduziriam os seus custos ao transitarem para a realidade dos veículos elétricos (100% elétricos e híbridos plug-in). Esta foi uma das conclusões do estudo “Motorizações: qual a mais eficiente?” que a LeasePlan Portugal empreendeu.

Para concluir quais as opções mais eficientes em cada caso, a LeasePlan realizou uma análise às diferentes motorizações – a combustão e elétricas – por segmento e por quilometragem. “Com base nesta análise, fica claro que existem alternativas economicamente viáveis aos motores de combustão. Os veículos elétricos revelam ser particularmente competitivos nos segmentos Pequeno Familiar Generalista (para quilometragens superiores a 20.000 km/ano) e Pequeno Familiar Premium (para quilometragens superiores a 35.000 km/ano); enquanto que os veículos híbridos plug-in são competitivos nos segmentos Médio Familiar Generalista (para quilometragens acima dos 20.000 km/ano), Médio Familiar Premium e Grande Familiar (ambos para quilometragens acima dos 10.000 km/ano)”, esclarece a empresa em comunicado.



A LeasePlan revela ainda com estudo que a escolha de veículos elétricos e plug-in nas frotas deverá ser analisada pelos gestores de frota de acordo com a estratégia de negócio, o perfil de utilização e as necessidades de infraestrutura de carregamento. Por exemplo, os veículos elétricos são vantajosos quando a solução é mais citadina e com um perfil quilométrico baixo entre carregamentos.

Tendo em conta que as preocupações ambientais ocupam um lugar de destaque na agenda dos governos, setor automóvel e condutores, o mercado dos veículos elétricos está em franca expansão. A reduzida necessidade de manutenção e reparação, os benefícios fiscais e o custo da eletricidade têm incrementado a competitividade do TCO (Total Cost of Ownership) dos veículos elétricos face aos veículos a combustão”, lê-se no mesmo documento.

Para António Oliveira Martins, diretor-geral da LeasePlan Portugal: “através do
aconselhamento especializado e da realização deste tipo de estudos, a LeasePlan quer ser o motor da mudança de comportamentos e, desta forma, apoiar a transição dos seus clientes para a mobilidade elétrica”.
por: Sara Pelicano
533 pessoas leram este artigo
136 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 





Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Transportes em revista

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA