segunda-feira, 15 de Outubro de 2018

 
RL 468x60
Passageiros & Mobilidade
14-08-2018
Universo de 1.200 aeroportos
Portela ocupa a 10.ª pior posição no ranking de pontualidade da OAG
Não é uma novidade o número de atrasos em centenas de voos nos aeroportos nacionais. Se dúvidas existiam, sabe-se agora que o Aeroporto de Lisboa ocupa a 10.ª pior posição do ranking de pontualidade da OAG, num universo de 1.194 aeroportos a nível mundial.

A pontualidade no aeroporto da capital portuguesa tem vindo a agravar-se nos últimos meses. A OAG indica um decréscimo acentuado desde o passado mês de maio, onde o número de voos que cumpriram os horários previstos – partidas e chegadas que têm lugar até 15 minutos da hora prevista – foi de 53,9%. Junho iniciou a tendência de descida para 38,3% de pontualidade, na altura, o Aeroporto da Portela ocupou a 6.ª pior posição do universo de aeroportos analisados. Em julho, e embora tenha subido quatro posições, o Aeroporto de Lisboa continuou no top 10 dos piores aeroportos ao nível da pontualidade, com somente 33,3% a partir ou a chegar dentro do tempo estimado de trânsito.

A nível mundial, a OAG destaca o Aeroporto de Hilo, no Havai, como o mais pontual no mês julho, com 97% dos horários cumpridos. Na segunda posição segue o Aeroporto de Niznekamsk, na Rússia, com 96,7%, e o Aeroporto de Sapporo Okadama, no Japão, com 96,5%. No extremo oposto da tabela com mais de mil aeroportos, destaque para o Aeroporto de Mianyang, na China, com apenas 22,4% dos voos a partir ou a chegar a horas.

No que diz respeito aos aeroportos nacionais, o Aeroporto Sá Carneiro, no Porto, e o aeroportos dos Açores ocupam igualmente posições “indesejadas” neste ranking. No mês de julho, a OAG indica que nenhum dos dois teve mais de 50% das partidas e chegadas pontuais. No Porto, apenas 48,2% dos voos foram pontuais, ao passo que em Ponta Delgada apenas 45,1%; Horta, 44,4%; e Terceira, 44,1%.

A falta de capacidade do Aeroporto de Lisboa já levou a TAP a responsabilizar a ANA Aeroportos pelos sucessivos constrangimentos e atrasos nas operações aéreas e terrestres.

Urgência de plano B
O Montijo posiciona-se como a melhor opção para a construção do novo aeroporto, e apesar do novo estudo de impacte ambiental pedido pelo Ministério do Planeamento e das Infraestruturas, que lança novas questões sobre a viabilidade do projeto, António Costa garante que o Montijo é mesmo “a melhor solução”.

Em entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro reitera a necessidade de se “recuperar de um erro enorme, cometido há dez anos, que foi ter-se considerado megalómano aquilo que hoje é, infelizmente, uma realidade comezinha e dramática do nosso dia a dia. O país já está a ter um custo económico muito elevado com o não ter decidido a tempo e horas a realização de um aeroporto, não podemos atrasar mais a decisão”. Além disso, o líder do executivo espera que construção do novo aeroporto seja “ambientalmente possível”, uma vez que a Portela não aguenta, há muito os níveis de capacidade exigida.
por: Pedro Venâncio
744 pessoas leram este artigo
106 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  

 
Spinerg


  





Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Canal Transportes Online

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA