terça-feira, 23 de Outubro de 2018

 
caetano 468x60
Carga & Mercadorias
05-07-2018
Em Espanha
Transportadores ligeiros também reclamam gasóleo profissional
O aumento do preço dos combustíveis continua a afetar o setor do transporte rodoviário de mercadorias, nomeadamente os transportadores de veículos ligeiros que trabalham por conta própria, e que não estão abrangidos pelo incentivo ao abastecimento de combustível profissional.

No país vizinho, a Asociación de Transportistas Autónomos (ATA) acredita que esta é “uma das discriminações históricas que vive uma parte da profissão” e defende o incentivo para estes trabalhadores uma vez que, em muitos casos, os próprios utilizam veículos particulares para realizar o transporte de mercadorias.

A ATA considera que os constantes aumentos do preço dos combustíveis “prejudicam seriamente os pequenos transportadores que veem os disparar os seus custos”, impossibilitando os mesmos de concorrer livremente no mercado. Desta forma, sublinha a associação, a aplicação de uma medida que abrangesse os transportadores em veículos ligeiros “seria uma ferramenta para combater o transporte ilegal, que seria automaticamente prejudicado” por não recuperar o preço desse combustível.

A organização espanhola acredita também que a concorrência e a incapacidade de negociação das pequenas empresas do setor para negociar preços com os clientes impedem que o aumento dos preços do combustível seja abrangido nos preços cobrados pelos serviços de transporte, resultando em dificuldades de operação e permanência no mercado.
por: Pedro Venâncio
844 pessoas leram este artigo
128 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  

 
Spinerg


  





Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Canal Transportes Online

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA