segunda-feira, 10 de Dezembro de 2018

 
RL 468x60
Carga & Mercadorias
29-06-2018
Questiona o analista David Jinks
Estará a Amazon interessada em ter porta-contentores?
David Jinks, analista e diretor de estudos de consumo da ParcelHero, antevê que a gigante norte-americana Amazon tenha a sua própria frota de navios porta-contentores. Segundo o responsável, a empresa tem ambição de desenvolver negócios na área do transporte de mercadorias e a via marítima pode acelerar e otimizar a entrega das suas encomendas em diversos países.

A confirmar-se, a Amazon reduziria 2,5 mil milhões de euros da sua atual fatura (4,4 mil milhões de euros) em transporte e serviços. Além disso, a empresa criaria a possibilidade para que outros agentes da indústria usufruíssem dos seus serviços. “Faz tudo parte do seu objetivo declarado de ser o canal por meio de qual tudo é entregue. Basta pensar no que se vê à porta: a Amazon Logistics distribui atualmente a maioria das entregas da Amazon, não o Royal Mail”, explica David Jinks.

Esta prospecção vem no seguimento dos resultados da atividade da Amazon que, só em 2014, transportou por via marítima cinco mil milhões de encomendas – 40% das quais por agentes externos. Sublinhe-se que a norte-americana já tem inclusive uma empresa de transportes – a Amazon Logistics Services – de forma a catapultar o seu comércio internacional e diminuir os custos inerentes à atividade logística.

Fonte: jornaldaeconomiadomar.com
por: Pedro Venâncio
809 pessoas leram este artigo
179 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 





Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Transportes em revista

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA