segunda-feira, 16 de Julho de 2018

 
caetano 468x60
Passageiros & Mobilidade
29-06-2018
2.º semestre de 2017
Reclamações nos transportes públicos aumentam em 20%
De acordo com o "Relatório sobre Reclamações no Mercado da Mobilidade e dos Transportes - 2.º semestre de 2017", entre os meses de julho e dezembro de 2017, verificou-se um aumento de 20,7% no número de reclamações apresentadas, comparativamente com o primeiro semestre do mesmo ano, avançou a Área Metropolitana de Lisboa. A Autoridade tratou durante este período um total de 9.847 reclamações, com a CP, Metro de Lisboa e a Transtejo a serem os operadores que apresentaram um maior número de queixas. Deste número total, 9.070 dizem respeito a reclamações inscritas no Livro de Reclamações dos diversos operadores e prestadores de serviços do setor da mobilidade e dos transportes e as restantes 777 foram recebidas diretamente pela AMT.

De acordo com a AMT, "se compararmos com o período homólogo de 2016, constatamos existir um decréscimo do número de reclamações, descendo, assim, de 10.289 para 9.847 reclamações". Ao analisar as reclamações no segundo semestre, por setor de atividade, a AMT conclui que, tal como nos semestres anteriores, os setores ferroviário e rodoviário representam a maioria das reclamações, com 85,1% do total, com 38,7% e 46,4% respetivamente.

Os principais motivos mais reclamados, que representam aproximadamente 59% do total das reclamações, foram: Preços, Pagamento, Bilheteiras, Qualidade do atendimento, Atendimento deficiente nos estabelecimentos e no atendimento telefónico e exercício da atividade sem licença. "Como resultado da atuação da AMT, e do acompanhamento que tem sido feito às diversas queixas dos utentes, pode referir-se, a título de exemplo, uma maior eficácia no processo de gestão das reclamações, uma maior celeridade na intervenção da AMT em situações que se detete irregularidades, uma maior rapidez na resposta a pedidos de reembolso dos valores dos bilhetes, uma maior sensibilização das empresas para a necessidade de cumprimento e exigências legais e uma melhoria da informação prestada a passageiros ou utentes", adianta aquela entidade.
por: Pedro Pereira
Tags: AMT   CP   Metro de Lisboa   Transtejo  
621 pessoas leram este artigo
48 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  





Spinerg


  





Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Canal Transportes Online

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA