segunda-feira, 16 de Julho de 2018

 
RL 468x60
Passageiros & Mobilidade
28-06-2018
Arriva Spain Rail
“A Arriva quer posicionar-se como o operador ferroviário privado mais importante de Espanha”
A ligação entre o Porto e a Corunha será operada, em finais de 2019, pela Arriva Spain Rail. Juan Ignacio García de Miguel, líder da Arriva Espanha, explicou os contornos deste serviço e da integração com a rede de autocarros da Arriva Galicia e da Arriva Portugal. A multimodalidade está nos planos da Arriva para a Península Ibérica e só na ligação entre a cidade Invicta e a Corunha a empresa prevê transportar entre 800 mil e 1,6 milhões de passageiros por ano.

Em entrevista ao jornal Público, o presidente executivo da Arriva Espanha afirmou que este é um projeto “lançado pela Arriva Espanha” mas que está ainda “num estádio muito inicial”. A ideia, segundo o responsável, surgiu da oportunidade em oferecer naquela região “um serviço multimodal entre o autocarro e o comboio”.

Juan Ignacio de Miguel sublinhou ainda as limitações da infraestrutura ferroviária, nomeadamente no lado português, no que respeita à eletrificação de alguns troços – Viana do Castelo – Valença – ainda que não veja nisso um entrave ao arranque do projeto. Quanto à legalidade para começar a operar, Juan de Miguel explicou que “a Comissão Nacional de Mercados e Concorrência (CNMC) vai decidir se o serviço que nós propusemos é um serviço internacional para o poder autorizar”.

Relativamente ao investimento, o presidente executivo da Arriva Espanha estima que “podemos fazer este serviço com dois comboios”, por isso a compra dos equipamentos seria uma opção. Todavia, prossegue, “se chagarmos a uma solução de compromisso com a Renfe e alugarmos o material circulante, então o investimento será menor”. A “fonte” desse investimento, garante, “é sempre a Alemanha”, apesar de a Arriva ser “uma entidade independente” (recorde-se o grupo alemão Deutsche Bahn é o principal acionista da empresa).

O serviço da Arriva entre o Porto e a Corunha, segundo disse Juan Ignacio de Miguel àquele jornal, “é uma oportunidade de negócio pois com material mais moderno e com a nossa rede de autocarros para captar passageiros para as estações da Corunha e Porto, podemos melhorar muito a procura deste serviço”.

Por fim, o responsável máximo da Arriva Espanha deixou a nota: “a Arriva quer posicionar-se como o operador ferroviário privado mais importante de Espanha”. Para tal, afiançou, “já estudámos vários corredores, já estudámos potenciais comboios turísticos e também mais algum troço internacional, mas temos de ir passo a passo”.

 
por: Pedro Venâncio
816 pessoas leram este artigo
54 pessoas imprimiram este artigo
1 pessoa enviou este artigo a um amigo
2 pessoas comentaram este artigo
Comentários
05-07-2018 21:58:36 por Domingos Carmona
A CP por motivos vários não teve a arte e engenho para evoluir, faço votos para que a Arriva Spain Rail o consiga fazer. Gostaria que fosse feita a conexão por comboio média alta velocidade entre todos os aeroportos nacionais Porto, Monte Real, Lisboa, Beja e Faro.As ligações internacionais tem de ser claramente melhoradas de modo a que seja viável ligação em média alta velocidade.
02-07-2018 23:46:27 por LUIS RIBEIRO
O TRAIM DEVERIA PARTIR DE COIMBRA PARA A CORUNHA 3 VEZES POR DIA NO VERAO DEPOIS DE MELHORAREM AS LINHAS.E COM COMBOIOS A 250 OU 280 KM HORA.
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  





Spinerg


  





Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Canal Transportes Online

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA