domingo, 25 de Fevereiro de 2018

 
ebike_supersoco
Passageiros & Mobilidade
17-01-2018
Melhor resultado em 28 anos
Grupo Renault cresceu em Portugal 7,6%
O Grupo Renault em Portugal faz um balanço positivo do ano passado, assegurando que pelo 20.º ano consecutivo lideraram o mercado. Numa apresentação, em Lisboa, dia 17 de janeiro, Ricardo Oliveira, diretor de Comunicação e Imagem da Renault Portugal, adiantou que «com 260.654 unidades vendidas, o mercado automóvel português registou, em 2017, um crescimento de 7,6% em relação a 2016. A Renault assegurou, em 2017, o 20.º ano consecutivo de liderança, com 37.785 unidades vendidas (incluindo passageiros e comerciais ligeiros), a que corresponde uma quota de mercado de 14,5%. O valor mais alto registado desde 2004».

A empresa «liderou ainda de forma confortável no mercado de veículos de passageiros, com 13,6% de quota de mercado (30.112 automóveis vendidos) e nos comerciais ligeiros (7.673 unidades vendidas) com uma quota de 19,9%».

A Renault e a Dácia, juntos, obtiveram 17,1% de quota de mercado, o que corresponde ao melhor resultado desde o ano de 1989.

Os modelos Clio e Mégane foram os mais comercializados, colocando-se no primeiro e terceiro lugares da tabela dos mais vendidos em Portugal, sendo que o Mégane foi «líder no seu segmento». Ricardo Oliveira destacou ainda que «também no mercado de comerciais ligeiros, a Renault foi líder em 2017, com 7.673 unidades vendidas, a que correspondeu uma quota de mercado de 19,92%».

Os veículos elétricos têm sido uma aposta da marca e, em 2017, venderam 1.859 unidades, um crescimento de 128,7%. «A gama Renault Z.E. foi líder destacada de vendas, com as 860 unidades comercializadas (ZOE + Kangoo Z.E.), a representarem mais do que o total do volume de mercado registado em 2016 (813 unidades).»

A Dacia também registou um crescimento, conquistando mais 1,3% de quota de mercado, relativamente a 2016. «Com 6.900 unidades vendidas, (6.612 automóveis de passageiros e 288 comerciais ligeiros), a Dacia bateu um novo recorde de vendas, mas também de quota de mercado, com 2,7%. Números que permitiram assegurar um lugar no top-15 das marcas mais vendidas em Portugal: 14.ª posição.»

Segundo Fabrice Crevola, administrador-delegado da Renault Portugal, «o ano de 2017 foi um ano que fica para a história da marca, em Portugal. Não só porque atingimos os 20 anos consecutivos de liderança da marca Renault, mas porque o fizemos obtendo a melhor performance do Grupo dos últimos 28 anos. A Renault liderou em todos os mercados: nos automóveis de passageiros, nos comerciais ligeiros e nos automóveis 100% elétricos, onde quase um em cada dois elétricos vendidos em Portugal foi um Renault. A Renault foi também a marca que mais progrediu em quota de mercado e a Dacia a que mais cresceu em volume de vendas de todas as principais marcas existentes no nosso país».

Cacia e Retail Group também com balanço positivo
Os resultados alcançados pelo Grupo Renault, em 2017, foram extensíveis ao Renault Retail Group. Com dois estabelecimentos em Lisboa (Renault Chelas e Renault Telheiras) e outros dois no Porto (Renault Boavista e Renault Gondomar), a subsidiária da Renault Portugal foi responsável por 29% das vendas totais da rede de concessionários.

A Cacia, a segunda maior fábrica do setor automóvel em Portugal em número de colaboradores (cerca de 1.400) «estabeleceu novos máximos de produção e de volume de negócios. Esta unidade, que fabrica caixas de velocidades, bombas de óleo e muitos outros componentes para cada um dos Renault produzidos no mundo, consolidou a sua posição no top-15 dos maiores exportadores nacionais».



por: Sara Pelicano
518 pessoas leram este artigo
81 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  



Spinerg


  




Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Canal Transportes Online

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA