terça-feira, 23 de Janeiro de 2018

 
CP_2017
Passageiros & Mobilidade
27-12-2017
À Uber e Cabify
ANTRAL quer explicação sobre perdão de multas
A ANTRAL – Associação Nacional de Transportadores Rodoviários em Automóveis Ligeiros definiu as declarações do secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes, sobre o perdão das multas à Uber e à Cabify, como “vergonhosas e indignas”. Em comunicado, a ANTRAL quer que o governante e o presidente da Autoridade da Mobilidade e dos Transportes, João Carvalho, sejam ouvidos no Parlamento, com carácter de urgência, prenunciando-se sobre um alegado “regime especial de perdão de multas às plataformas” de transporte de passageiros.

Em entrevista ao Expresso, José Mendes referiu que as plataformas de transporte, como a Uber e a Cabify, podem ver perdoadas as multas aplicadas no âmbito da lei 35/2016, que pune “táxis sem alvará”. “Parece-me excessivo que mais de três mil motoristas sejam considerados fora da lei, sobretudo quando estamos há um ano para aprovar a lei”, referiu o secretário de Estado Adjunto e do Ambiente. Para o responsável, “um Estado de Direito tem de regulamentar as atividades e não fazer caça à multa”.

No documento apresentado pela ANTRAL, a Associação critica dizendo que “a lei não é igual para todos”, explicando que esse facto é demonstrado “pela complacência com que as plataformas continuam a sua atividade ilegal em Portugal”.

Recorde-se que, até dezembro deste ano, foram aplicadas cerca de 900 multas a motoristas das plataformas Uber e Cabify no âmbito da lei publicada em novembro de 2016. No total, as multas ascendem os quatro milhões de euros, de acordo com o Expresso.
por: Pedro Venâncio
669 pessoas leram este artigo
51 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  



Spinerg


  




Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Canal Transportes Online

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA