sábado, 25 de Novembro de 2017

 
RL 468x60
Carga & Mercadorias
29-09-2017
Entre Praias do Sado e Porto de Setúbal
IP inicia estudos para melhorar acessos ferroviários ao Porto de Setúbal
A IP deu início, no passado dia 15 de setembro, aos trabalhos para a elaboração dos estudos que visam a eliminação dos constrangimentos na circulação dos comboios de mercadorias nas estações de Praias-Sado e no Porto de Setúbal. O projeto faz parte do protocolo existente entre a Administração do Porto de Setúbal (APSS) e a Infraestruturas de Portugal (IP) que tem como objetivo maximizar a operacionalidade das infraestruturas para permitir o aumento da capacidade de receção de comboios com redução dos custos de operação, reforçando a segurança da circulação ferroviária. “O Porto de Setúbal é atualmente o segundo maior porto nacional, depois de Sines, na movimentação de mercadorias por ferrovia, razão pela qual a contínua melhoria dos acessos ferroviários ao mesmo é um projeto essencial para a materialização de cadeias logísticas multimodais eficientes que potenciem o desenvolvimento e alargamento do seu hinterland, sendo um dos objetivos estabelecidos na “Estratégia para o aumento da competitividade portuária” apresentada pela Ministra do Mar em dezembro de 2016”, refere a APSS em comunicado.
Os trabalhos, que consistem no “Estudo de Viabilidade e do Projeto de Execução”, são da responsabilidade do Consórcio CGQP (integrado pelas empresas GIBB Portugal – consultores de engenharia, gestão e ambiente, S.A., QUADRANTE – engenharia e consultoria, S.A. e PROSPECTIVA – projetos, serviços, estudos, S.A.), vencedor do concurso público lançado pela IP e acompanhado pela APSS, têm um valor de 349.940 € e um prazo de execução de 450 dias. O projeto compreende como principais intervenções a eletrificação e construção de pequenos troços de via na zona de receção/expedição do Porto de Setúbal, nos Terminais da Tersado, da Sadoport, Ro-Ro e da Somincor, bem como a construção de uma nova ligação entre a estação de Setúbal-Mar e o Porto de Setúbal, de linhas de apoio à estação de Praias-Sado e a supressão e/ou reclassificação de passagens de nível.
por: Pedro Pereira
1478 pessoas leram este artigo
116 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  



Spinerg


  




Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Canal Transportes Online

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA