domingo, 17 de Dezembro de 2017

 
Passageiros & Mobilidade
22-02-2017
Com obras no valor de 58M€
Ferrovia 2020 começa a dar os primeiros passos
O Plano de Investimentos Ferroviários – Ferrovia 2020 foi apresentado publicamente pelo Ministro do Planeamento e das Infraestruturas no dia 12 de fevereiro de 2016, sendo que atualmente estão já em fase de execução, empreitadas num valor global superior a 58 milhões de euros. Recorde-se que este plano para a requalificação da Rede Ferroviária Nacional compreende a construção de mais de 200 quilómetros de novas linhas e a modernização de cerca de 900 quilómetros das linhas existentes, ou seja, cerca de 35% da atual rede ferroviária. Num investimento global previsto de 2,7 mil milhões de euros, com uma forte componente de cofinanciamento europeu, o Ferrovia 2020 “será desenvolvido ao longo de cinco anos numa calendarização ambiciosa assente num rigoroso planeamento”, refere a Infraestruturas de Portugal (IP) em comunicado.

De acordo com a Infraestruturas de Portugal, estão atualmente a ser executadas as seguintes obras:

- A Empreitada de supressão da Passagem de Nível em Midões, Barcelos, no âmbito do projeto de eletrificação da Linha do Minho. Com um custo de 800 mil euros esta foi a primeira obra do Ferrovia 2020 a ter início no terreno e que já se encontra concluída.
- Conceção e construção da Subestação de Tração Elétrica de Vila Fria, no âmbito da Eletrificação e Reabilitação do troço Nine-Viana do Castelo-Valença, na Linha do Minho. Com um custo de 3,5 milhões de euros, adjudicado à EFACEC/ABB.
- Empreitada de Reabilitação Integral da Via (RIV) do troço Alfarelos-Pampilhosa na Linha do Norte, no valor de 30,5 milhões de euros, adjudicado ao consórcio OPWAY/DST (Domingos Silva Teixeira).
- Trabalhos de Sinalização de apoio à RIV da Linha do Norte Alfarelos-Pampilhosa, com um custo associado de 1,1 milhões de euros, adjudicado à THALES.
- Empreitada de Eletrificação do troço Caíde-Marco, da Linha do Douro, num investimento de 6,2 milhões de euros, adjudicada à empresa ISOLUX CORSAN.
- Empreitada de Eletrificação da Linha do Minho entre Nine e Viana do Castelo, incluindo estações técnicas, com um Investimento de 16 milhões de euros, adjudicado ao consórcio MOTA-ENGIL/SOMAFEL, no passado dia 30 de janeiro.


Investimentos a executar em 2017

Para 2017, espera-se a execução da Empreitada de Modernização do Troço Covilhã-Guarda, na Linha da Beira Baixa. Com um preço base de concurso de 65 milhões de euros. Está igualmente previsto o lançamento durante o mês de março, do concurso para a Empreitada de Eletrificação Viana-Valença, com um preço base de 23 milhões de euros. Até final do primeiro trimestre será lançado o Concurso para Empreitada Elvas-Caia (Fronteira), com um preço base de 18,5 milhões de euros.
Relativamente a intervenções ainda em fase de projeto, a IP destaca o Projeto de execução da eletrificação da Linha do Algarve num investimento de cerca de 32 milhões de euros, anunciado publicamente na estação ferroviária de Portimão no passado dia 20 de janeiro, e o projeto de modernização do troço Marco de Canaveses – Régua, na Linha do Douro, com um valor de investimento estimado em cerca de 46milhões de euros.
por: Miguel Pedras
2448 pessoas leram este artigo
366 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  



Spinerg


  




Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Canal Transportes Online

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA