domingo, 23 de Julho de 2017

 
Passageiros & Mobilidade
13-02-2017
Investimento de 8 milhões
Santo Tirso apresenta Plano de Mobilidade
A Câmara Municipal de Santo Tirso apresentou o seu plano de mobilidade sustentável que pretende reorganizar o centro da cidade “em prol dos peões e das bicicletas”. O Plano para Santo Tirso compreende a construção de ciclovias, a reformulação das principais praças, a reorganização do estacionamento e a aposta nos transportes públicos intermunicipais. De acordo com a autarquia, o investimento para o Plano de Mobilidade de Santo Tirso ronda os oito milhões de euros, financiados por fundos comunitários, dos quais dois milhões serão para ciclovias.

Joaquim Couto, presidente da Câmara Municipal, defendeu, na sessão de apresentação do Plano que “a mobilidade tem de ser sustentável. É esse o caminho que queremos seguir, o de privilegiar o que não é poluente e, por isso, os peões e as bicicletas têm de estar em primeiro lugar”. Salientou ainda o autarca que a “revolução” já está em marcha, explicando que “o concurso público para a ligação entre a rotunda Timor Lorosae e o Juncal (ciclovia central) acabou de ser lançado e estão no terreno as obras de reformulação da Praça Camilo Castelo Branco que terá uma zona dedicada a bicicletas”.

Desta forma, pretende-se, construir uma extensão total de 15 quilómetros, divididos por quatro linhas (ciclovia central, ciclovia das escolas, ciclovia do Sanguinhedo e ciclovia de Geão), com uma abrangência estimada de 12 mil residentes. Para além destas quatro linhas, há ainda cinco quilómetros de ciclovias lúdicas, no Parque da Rabada e Parque Ribeira do Matadouro, dos quais dois estão concluídos. Ou seja, 20 quilómetros de ciclovia, que deverão estar prontos até 2023.

Já no que diz respeito aos transportes públicos, a Câmara Municipal realça que o grande desafio é a intermunicipalidade, estando a ser dialogado um contrato interadministrativo também com os municípios vizinhos, de forma a conseguir obter-se ganhos de escala com vantagens para os utilizadores. Está ainda a ser trabalhada a integração do cartão Andante (o título para os transportes públicos da Área Metropolitana do Porto) com os transportes públicos, que numa primeira fase começará a funcionar com a rede da CP.

Já ao nível do estacionamento a reorganização em curso resultou na criação de 377 novos lugares, estando ainda prevista a criação de mais estacionamento no centro da cidade por forma a responder às necessidades de residentes e trabalhadores. Para as escolas serão criados espaços “kiss and ride”, ou seja, uma zona de estacionamento temporário para os pais pararem os carros para deixar os filhos, informa a autarquia.
por: Miguel Pedras
1037 pessoas leram este artigo
241 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  



Spinerg


  





Samskip







RSS TR Twitter Facebook TR Canal Transportes Online

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA