quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

 
Passageiros & Mobilidade
16-11-2016
Céu Único Europeu
ISEC recebeu seminário sobre setor aéreo
Realizou-se na semana passada no ISEC o primeiro seminário dedicado à temática do Céu Único Europeu, o programa da Comissão que pretende a reforma do Sistema de Gestão Europeu do Tráfego Aéreo (ATM) por forma a melhorar o seu desempenho acompanhando o crescimento da procura de tráfego esperada no medio-longo prazo.

O Seminário, coordenado pelo Dr. Eurico de Brito da G AIR e coordenador do Mestrado em Operações de Transporte Aéreo do ISEC, contou com a participação, como oradores, do Eng. Jesus Conde, responsável do programa FAB na NAV Portugal, do Comandante João Moutinho, comandante de longo curso da TAP e do Eng. Carlos Valdrez em representação da APCTA (Associação Portuguesa dos Controladores de Tráfego Aéreo). De acordo com o ISEC, os três oradores, pela sua vasta experiência e profissionalismo, fielmente representam as duas grandes partes interessadas neste programa do Céu Único: as companhias aéreas e os prestadores de serviços de navegação aérea.

Foram identificadas as atuais ineficiências do Sistema e as expectativas das companhias aéreas em aumentar os níveis de segurança e de eficiência das suas operações, num momento de reestruturação dos seus modelos de negócios e da forte concorrência das companhias do meio oriente. Na perspetiva dos prestadores de serviços de navegação aérea os objetivos e desafios do Céu Único Europeu são significativos como consequência das metas de desempenho estabelecidas pela Comissão Europeia, com uma clara tendência para a redução dos seus custos e o aumento de capacidade e eficiência do Sistema ATM. A NAV Portugal, prestador de serviços de navegação aérea no espaço aéreo português, foi elogiada pelo seu desempenho e qualidade de serviço ATS prestada em comparação com o resto de prestadores de navegação europeus.

Por seu turno, a APCTA fez uma abordagem ao que se faz no nosso país destacando alguns números: Portugal tem sob sua jurisdição o maior espaço aéreo europeu; os custos da prestação dos serviços de navegação aérea são dos mais baixos; e os seus Controladores de Tráfego Aéreo, dos mais produtivos a nível europeu. Foi ainda sublinhado que as atuais propostas de alteração ao projeto do Céu Único Europeu se focam no afastamento dos centros de decisão para Bruxelas e Colónia. Esta estratégia poderá resultar na atenção em alguns assuntos em especial, como é o caso do tema da Security que tem vindo a suscitar maior focalização por parte das entidades europeias. “No entanto, o crescente esvaziamento de competências das autoridades nacionais resultará na perda de know-how principalmente nos Estados periféricos e esta é uma preocupação a ter em conta”, reforç o ISEC.

por: Miguel Pedras
983 pessoas leram este artigo
233 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  



Spinerg


  





Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Canal Transportes Online

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA