segunda-feira, 15 de Outubro de 2018

 
RL 468x60
Carga & Mercadorias
30-05-2014
Projeto de investigação UR:BAN
MAN recorre a semáforos para poupar gasóleo
A MAN desenvolveu o assistente ‘Green Wave’, que utiliza a temporização da sinalização semafórica das cidades para se poupar combustível e tempo no trânsito citadino. O sistema está a ser estudado no âmbito do projeto de investigação europeu UR:BAN, que tem como objetivo pesquisar novas formas de tornar os veículos comerciais mais seguros e eficientes para a condução urbana.

“O tráfego rodoviário nas cidades é cada vez mais complexo”,
afirma Eberhard Hipp, responsável pela Investigação na MAN Truck & Bus e coordenador do projeto. “Está cada vez mais denso, o que reduz o tempo de reacção dos condutores. A nossa participação neste projeto visa analisar o movimento do tráfego utilizando sistemas inovadores e novas tecnologias, e determinar estratégias de condução que optimizem o consumo de combustível, identifiquem situações de perigo e protejam os condutores contra potenciais falhas humanas".

Na condução urbana, a comunicação entre o veículo e o condutor é extremamente importante: o tráfego é denso, o que exige dos condutores elevados níveis de concentração para reagir a situações que se alteram com muito maior rapidez do que as da condução em estrada. Os automóveis e veículos comerciais já estão equipados com diversos sistemas de assistência electrónica de apoio aos condutores, os quais estão sempre alerta. Apesar da oferta de sistemas tenha tendência a aumentar, importa não esquecer que os condutores não podem ficar confundidos com os visores e avisos dos sistemas de assistência. Nesta medida, um dos principais tópicos da investigação levada a cabo na MAN é a interface entre o condutor e o veículo (interface homem-máquina).
 

O objetivo dos investigadores na MAN é minimizar as distrações do condutor. Na primeira fase do projecto, a MAN tem estado a trabalhar com condutores profissionais utilizando um simulador de condução. Os investigadores têm estado a determinar a informação de que os condutores necessitarão na situação invulgar em que o camião estabeleça automaticamente a velocidade de circulação na cidade. Com base nesse conhecimento, os engenheiros da marca vão procurar utilizar essa informação na na conceção de aspetos específicos da interface homem-máquina, onde se inclui o hardware, ou seja, os controlos, visores, avisos audíveis e sensoriais, e o software, por exemplo, o momento em que a informação é apresentada e o nível de detalhe da mesma. O resultado deveria proporcionar ao condutor uma experiência de condução segura, eficiente e descontraída na cidade.

Este subprojecto está relacionado com outras áreas que a marca está a explorar no âmbito do projeto UR:BAN: o assistente Green Wave e a visibilidade panorâmica. A interface condutor-veículo é igualmente uma parte muito importante destes projetos, à qual está ser dada especial atenção. Na segunda fase do projecto, os investigadores vão apresentar um cockpit protótipo que revela os resultados do seu trabalho.
por: Carlos Moura
1005 pessoas leram este artigo
364 pessoas imprimiram este artigo
0 pessoas enviaram este artigo a um amigo
0 pessoas comentaram este artigo
Comentários
Não existem comentários
  
Deixe o seu comentário!

 


 

  

 
Spinerg


  





Chronopost







RSS TR Twitter Facebook TR Canal Transportes Online

Dicas & Pistas © 2009, Todos os Direitos Reservados

Condições de Utilização | Declaração de Privacidade
desenvolvido por GISMÉDIA